Links de Acesso

Proposta da UNITA na gestão de Luanda cria polémica

  • Manuel José

Luanda após chuvas de Novembro (Novo Jornal)

Luanda após chuvas de Novembro (Novo Jornal)

Partido da oposição defende estruturas de poder local para gerir a cidade e o muncípio

O líder do galo negro havia dito que só com autarquias os problemas de Luanda seriam resolvidos.

"As autarquias dão uma maior oportunidade, espaço maior de decisão"

A jornalista Suzana Mendes assinou em baixo.

"Só mesmo a questão das autarquias pudesse resolver, quando nós tivéssemos um governador que realmente tivesse poder"

Quem também corrobora com a ideia de Samakuva é a política Alexandra Simeão.

“A questão das autarquias 'e fundamental porque a regulação do poder local 'e fundamental"

Já a jurista Ana Paula Godinho discorda.

"Para mim autarquias não é a principal"

A advogada entende que mesmo com o actual formato é possível fazer bem e dá exemplo.

"A cidade de Luanda na época de Aníbal Rocha estava apresentável"

As saudades do governo de Rocha manifestada pela jurista Paula Godinho. A jornalista Suzana Mendes pensa que falta vontade política de quem dirige.

"Mudar a situação passaria por vontade política"

Ideia que já tinha sido avançada pelo presidente da UNITA.

Samakuva "Se houver vontade política, é o que tem faltado, já se teria andado"

O certo 'e que, diz Alexandra Simeão da forma como se encontra Luanda não haverá melhorias.

"Alguém que aterra aqui pensa que nós não temos governo em Luanda, das estradas aos buracos, da falta de tudo aos esgotos"

Constatação já feita por Samakuva.

"Luanda tornou-se ingovernável"
XS
SM
MD
LG