Links de Acesso

Angola: Três escolhas para mudar a vida dos Luandenses

  • Manuel José

Vista parcial do Largo da Independência, Luanda

Vista parcial do Largo da Independência, Luanda

Educação, habitação e saúde figuram como prioridades dos inquiridos sobre as missões do futuro governo de Luanda

Luanda, cidade capital angolana ainda enferma de inúmeros problemas a resolver. E se fosse o responsável pelo governo quais são as três áreas que privilegiariam para resolver de imediato?

Uma questão colocada a vários cidadãos que de uma maneira geral elegeram os mesmos sectores a atacar: educação, saúde e habitação.

O Académico Franklim Francisco, foi um dos entrevistados, e aponta como um dos exemplos o sector da habitação, por exemplo, Franklim Francisco priorizaria a juventude.

Quanto a educação, teria na sua óptica de ser gratuita em todos os níveis, para que todos tivessem acesso a ela.
Em relação ao sector da saúde, a melhoria no atendimento hospitalar impulsionaria a qualidade de vida que passa pelo atendimento em hospitais com melhores condições.

Já o professor universitário Alberto Cafussa priorizaria na sua governação o combate a corrupção. A questão do saneamento básico seria outro sector a atacar, e Cafussa considera de muito má a situação sanitária em Luanda.

A distribuição de água potável bem como de energia eléctrica constam igualmente no rol das prioridades do docente universitário.
O politólogo sugere a entrada no negócio da distribuição de água e luz de outros operadores, para criar concorrência e melhorar o serviço.
XS
SM
MD
LG