Links de Acesso

Ex-governador de Luanda deu lugar a Graciano Domingos. Não foi revelado que futuro está reservado a Bento Bento

O governador da província de Luanda Bento Francisco Bento foi exonerado ontem, 15, das funções pelo chefe de Estado angolano José Eduardo dos Santos.

Numa nota da Casa Civil do Presidente da República, Santos nomeou Graciano Francisco Domingos para o cargo de governador da província de Luanda, enquanto Jovelina Alfredo António Imperial será vice-governadora para o sector político e social.

Bento Joaquim Sebastião Francisco Bento nasceu em Camabatela, província do Kwanza-Norte. Mudou-se muito cedo para Luanda e logo após a revolução do “25 de Abril”, fez parte do grupo de jovens que naquela altura aderiu ao MPLA. Contava 16 anos de idade, e por tal razão foi colocado na JMPLA, organização juvenil onde cresceu politicamente e chegou a ser segundo secretário provincial de Luanda. Antes dirigiu o departamento de organização da juventude e chefiou a secção de reenquadramento de jovens nos bairros de Luanda.

Bento saiu da JMPLA, em finais dos anos de 1980 para ser transferido para a sede central do partido, onde passou a responder pela divisão do DORGAN do Comité Central. Em 1991, entrou nas estruturas do executivo como assessor da extinta Secretaria de Estado da Cultura. Seria depois indicado como delegado do Estado angolano junto da CUCA-BGI, com as funções de Director Geral adjunto desta mesma empresa.

Mais tarde e nas vestes de “número um” do partido na capital do país, apoiou-se nos CAP-Comité de Acção do Partido, transformando-os em alavanca partidária. É-lhe atribuída a “honra” de ter recuperado a classe intelectual que se tinha afastado do MPLA.

Com assessoria de instrutores brasileiros, revitalizou a sua presença na cena política com novas técnicas de liderança política.

Bento Bento passou a gozar da aceitação de José Eduardo dos Santos, sendo, entre os quadros políticos da sua geração, dos que fazem a rectaguarda do presidente do MPLA.

Nos últimos tempos, é o homem que tem dado a cara em manifestações a favor de José Eduardo dos Santos. Uma das suas mais recentes intervenções foi quando se reuniu com as “zungueiras” que acusavam a polícia e os funcionários municipais de perseguição e violência. O agora ex-governador prometeu que não haveria mais perseguição e que as vendedeiras iriam ter lugares definidos para exercerem a sua actividade profissional.

Enquanto governador, Bento Bento acumulou as funções de primeiro secretário do MPLA em Luanda, cargo que ainda ocupa.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG