Links de Acesso

Liderança da UNITA reafirma a sua unidade após congresso

  • Redacção VOA

Isaías Samakuva

Isaías Samakuva

Isaías Samakuva reeleito por esmagadora maioria. Concorrentes dizem estar na "mesma trincheira" para eleições de 2017

Os líderes derrotados nas eleições para a presidência da UNITA manifestaram a sua intenção de apoiar o reeleito presidente Isaías Samakuva.

Samakuva foi reeleito Sábado no XII Congresso da UNITA por esmagadora maioria dos votos dos delegados arrecadando quase 83% dos votos dos 1.146 delegados-

Os outros dois concorrentes foram Lukamba “Gato” com 14,5% e Kamalata Numa com apenas 1,7%.

“Gato” disse no final do conclave que Samakuva e a UNITA podem contar com “toda a minha lealdade e colaboração”, enquanto Numa disse ser sua intensão estar presente “nas batalhas de 2017” afirmando ainda que o congresso e a eleição foi “uma lição de democracia ao país”.

Numa fazia referência às eleições de 2017 que no seu discurso de encerramento do congresso o presidente da UNITA apontou como a principal batalha do seu partido para “fazer renascer a pátria angolana”.

“Fomos concorrentes durante uns dias, não deixamos de ser irmãos da mesma trincheira”, disse

Samakuva disse que a vitória nas eleições é o principal objectivo do seu partido e apelou à unidade do seu partido e da sociedade angolana para fazer “a mudança que produza o renascer da pátria angolana”.

O mandato de Samakuva como presidente da UNITA será no entanto de pouca duração não devendo prolongar-se para além de 2017.

O dirigente da UNITA disse recentemente no programa “Angola Fala Só” que quaisquer que sejamos resultados das próximas eleições abandonará o cargo de presidente do partido.

Se ganhar, disse, é sua intensão ser presidente de “todos os angolanos” pelo que deixará a presidência da UNITA e se perder fará o mesmo para dar a oportunidade de liderarem o partido.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG