Links de Acesso

Líder da CASA-CE anuncia ano de fortes pressões e contestações

  • Manuel José

Abel Chivukuvuku num comício da CASA-CE em Luanda durante a campanha de 2012 (CASA-CE)

Abel Chivukuvuku num comício da CASA-CE em Luanda durante a campanha de 2012 (CASA-CE)

Presidente diz que verdadeiros culpados do assassinato de Hilbert Ganga terão de prestar contas à justiça, custe o que custar.

Em exclusivo a Voz da América, Abel Chivukuvuku assegurou que 2014 vai ser, para a sua organização, um ano de fortes pressões e contestações.


"Este ano de 2014 a CASA-CE vai começar a ter uma postura diferente, muito diferente mesmo com muitas exigências e reivindicações profundas", disse

A começar, a coligação liderada por Chivukuvuku vai se bater este ano para que os culpados pelo assassinato do militante Hilbert Ganga sejam devidamente responsabilizados.

"O caso de Hilbert Ganga é caso de tribunal, neste momento o processo está a ser instruído, vamos continuar atentos a acompanhar, para termos certeza que as coisas terão seguimento, anunciou Chivukuvuku.

Hilbert Ganga foi morto a tiro no dia 22 de Novembro passado, por elementos da segurança presidencial, quando se encontrava a colar panfletos sobre uma manifestação que teria lugar no dia seguinte.

O presidente da CASA-CE assegurou igualmente que sempre que houver alguma injustiça no país a sua coligação vai intervir: "Lá onde houver mudanças, onde houver positivismo, nós da CASA-CE vamos contribuir, mas não podem exigir a nossa colaboraçãonas coisas negativas", conluiu.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG