Links de Acesso

Libertos activistas do Movimento Protectorado da Lunda Tchokwe no Cafunfo

  • Armando Chicoca

Pressoa popular "liberta" activistas

Pressoa popular "liberta" activistas

Quinhentas pessoas exigiram a sua libertação frente à esquadra policial

Os três activistas do Movimento Protectorado da Lunda Tchokwe, detidos ontem foram libertos no fim do dia sem qualquer documento de soltura.

Sumbula Sanza, do movimento, disse à VOA que a revolta espontânea de mais de 500 pessoas, maioritariamente mulheres, frente à unidade policial obrigou as autoridades a libertar os activistas.

Mwanangana Mwakapenda Kamulemba, soberano que superintende o norte das Lundas. reafirma que chegou o momento de se dar um "basta" ao que chamou de "abusos contra as comunidades indefesas do leste do país".

A soltura sem mandato, diz o Mwanangana Mwakapenda, é um indicador de que a justiça vai mal nas Lundas, em particular,e no país, em geral.

A VOA sabe que a Associação Mãos Livres está preocupada com a onda de violações dos direitos humanos nas províncias do leste de Angola.

A detenção do activista cívico do movimento protectorado Lucas Pedro, a retenção de lavras de mais de três camponeses, os assassinatos e prisões arbitrárias no território das Lundas constam no rol das preocupações dos advogados da associação presidida pelo jurista Salvador Freire.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG