Links de Acesso

Jornalistas da Guiné-Bissau continuam a enfrentar limitações

  • Lassana Casamá

Jornalistas, Guiné-Bissau

Jornalistas, Guiné-Bissau

O presidente do Sindicato dos Jornalistas da Guiné-Bissau afirma que ainda é utópico falar da liberdade de imprensa, não obstante as melhorias registadas no último ano após a restituição da ordem constitucional.

Mamadu Candé sustenta a sua afirmação, baseando-se no facto de não haver ainda condições humanas e materiais para o exercício profissional, condicionando assim, de forma indirecta, a actividade dos jornalistas.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas, que falava hoje, 5, no debate aberto sobre a liberdade de imprensa no mundo, em geral, e particularmente na Guiné-Bissau, reconhece que, mesmo não havendo perseguições ou violências sobre os homens da imprensa, tal como se verificava há alguns tempos, pode-se considerar que o exercício profissional nos órgãos da Comunicação Social carece de liberdade efectiva e de independência.

XS
SM
MD
LG