Links de Acesso

Líder da Casa-CE agastado com José Eduardo dos Santos

  • Manuel José

Abel Chivukuvuku

Abel Chivukuvuku

Acusa o PR de não ter a civilidade de responder aos pedidos para se reunirem e discutirem os problemas do país.

O líder da Casa-CE diz ter esgotado todas as tentativas de falar com o Presidente da República sobre o estado em que se encontra o país mas nunca obteve uma resposta por parte de José Eduardo dos Santos

Em entrevista à VOA no municipio de Cacuaco, Abel Chivukuvuku confessou estar farto de ser ignorado pelo Chefe do Executivo angolano e que agora vai virar as baterias
para dialogar com o povo e protagonizar a mudança política em Angola em 2017.

Na senda de mais uma etapa da jornada 15/15, o presidente da Casa-CE Abel Chivukuvuku foi durante o fim de semana ao município de Cacuaco conversar com os munícipes locais e diz ter encontrado uma situação similar à dos outros locais que já visitou.

"Depois de ter feito um périplo internacional tinha algumas ideias que gostaria discutir com o Presidente da República, fiz-lhe uma carta a pedir para conversarmos sobre os assuntos do país, ignorou, não respondeu sequer teve o mínimo de civilidade, para me dizer ´me desculpe não tenho tempo´, nem isso fez, então não vou mais perder tempo com um senhor que não querconversar, vou usar o meu tempo a falar com os angolanos"

Abel Chivukuvuku garantiu que vai “priorizar o cidadão, dia a dia, semana a semana, mês a mês para conversar atá que em 2017 estes cidadãos tenham consciência suficiente para apostar no futuro e esquecer o passado".

O líder da coligação eleitoral lembra que esta mudança deve ser diferente, “pacifica, ordeira e responsável, que beneficie os próprios do MPLA”. Segundo Chivukuvuku, “eles mesmo que estão no regime hoje devem dizer que valeu a pena porque vão viver melhor depois".

O líder da Casa-CE insiste na ideia que em 2017 caso as eleições sejam livres justas e transparentes o MPLA vai perder as eleições para o seu partido.

XS
SM
MD
LG