Links de Acesso

Lava Jato prende acusado de suborno a directores da Petrobras em Portugal


Polícia cercando a sede da Petrobras no Rio de Janeiro. Foto de arquivo

Polícia cercando a sede da Petrobras no Rio de Janeiro. Foto de arquivo

A operação Lava Jato prendeu, hoje, 21, em Portugal, o suposto operador Raul Schmidt Felipe Junior, investigado pelo suborno a ex-diretores da Petrobras, na sua 25ª fase, a primeira acção fora do país.

Citando um comunicado da Procuradoria da República no Paraná, a Reuters escreve que Schmidt estava foragido desde julho de 2015, quando foi expedida a ordem de prisão contra ele, e a detenção foi realizada por autoridades portuguesas.

Após a prisão, as autoridades brasileiras vão buscar a extradição de Schmidt, que tem dupla nacionalidade brasileira e portuguesa.

Schmidt é investigado pelo suborno aos ex-directores da Petrobras Renato Duque, Nestor Cerveró e Jorge Zelada, todos presos em Curitiba pela participação no esquema bilionário de corrupção, que envolve a Petrobras, empreiteiras, partidos e políticos.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG