Links de Acesso

Escritor Ondjaki faz retrato de uma Luanda desumana em "Os Transparentes"

  • Pedro Dias

Ondjaki - Os Transparentes

Ondjaki - Os Transparentes

A história do homem transparente e do prédio onde vive

"Os Transparentes", é a mais recente obra literária do escritor angolano Ondjaki. O livro foi lançado no dia 24 de Janeiro, na Associação Chá de Caxinde, em Luanda.

Antes, na segunda-feira, dia 21, Ondjaki esteve no Jardim da Cultura, no Huambo, também para uma sessão de lançamento do livro.

A história da obra tem como pano de fundo a Luanda actual do pós-guerra. "Combinando com rara mestria os registos lírico e humorístico", "Os Transparentes" dá vida a uma vasta galeria de personagens onde estão todos os grupos sociais, intercalando com diálogos com sugestivas descrições da cidade degradada e moderna.


Ondjaki propõe-nos um retrato preciso, emotivo e desumano de Luanda. A história do homem transparente e do prédio onde vive está marcada por um delicioso registo humorístico, por vezes irónico, que se constitui como contraponto às acutilantes denúncias da degradação social e à visão amarga da vida na capital.

Nos trabalhos anteriores Ondjaki sempre colocou Luanda no centro da sua escrita e das suas histórias e o mesmo acontece com “Os Transparentes” em que Luanda, a de hoje, volta a aparecer, num clima de pós-guerra, vivendo numa democracia, onde “progresso” e “desenrasca” andam de braço dado.

Ondjaki nasceu em Luanda, em 1977. O escritor é já conhecido por obras como "O assobiador" (2002), "Quantas madrugadas tem a noite" (2004), "Os da minha rua" (2007), "Avó Dezanove e o segredo do soviético" (2008).
XS
SM
MD
LG