Links de Acesso

"Ladrões de gado" espancados no Namibe

  • Armando Chicoca

População alega conivência das autoridades com rede de ladrões.

Dois alegados ladrões de gado foram espancados pela população na Bibala, província do Namibe, que se mostra cada vez mais agitada com os crescentes roubos de cabeças de gado.

Vários cidadãos dizem que os ladrões actuam impunemente porque há entidades governamentais que lhes dão documentos para transportarem o gado para outros locais do país.

O último caso de roubo de bois, ocorrido na semana passada, na localidade de Kapangombe, município da Bibala, foi presumivelmente protagonizado por três homens que foram apanhados pelas comunidades locais na posse de armas de guerra, do tipo AKM, com cartucheiras, munições e guias de circulação de animais roubados com destino às províncias da Huila e do Huambo.

Os documentos estavam devidamente assinados pelas autoridades da província.

O caso provou revolta no seio dos criadores de gado que acusam a conivência de membros do Governo nas acções de roubo de gado para fins de enriquecimento fácil.

Beto Mbalifotela fugiu da fúria dos criadores do gado roubado, ao passo que dois homens identificados como Mbasibuluka e Mbakhinduluka foram torturados antes de serem entregues à polícia local.

Eles foram enviados, pela polícia, para a sede do município da Bibala, onde funciona a procuradoria e o tribunal.

O soba de Kapangombe, José Domingos Chavanda, disse à VOA que os ladroes dão-se ao luxo de carregar os animais em camiões para serem transportados para o Lubango e Huambo.

A VOA soube que devido ao espancamento de que foram vítimas, os dois supostos ladrões de gados encontram-se a receber tratamento médico nos calabouços do Comando Municipal da Bibala, aguardando a legalização da prisão preventiva.

XS
SM
MD
LG