Links de Acesso

Governador do Kwanza Sul discute situação no Libolo

  • Fernando Caetano

Eusébio de Brito Teixeira

Eusébio de Brito Teixeira

Estradas degradadas, falta de professores, escolas e serviços de saúde são principais queixas da população

Degradação das vias de acesso, falta de escolas e professores e de serviços de saúde são os principais problemas da população do Libolo, no Kwanza Sul.

Na reunião do Conselho de auscultação e concertação social, realizada na segunda-feria, na vila de Calulo,o porta-voz das quatro administrações comunais, Paulo Armando destacou problemas na educação.

"Faltam escolas, precisamos de mais professores. Muitas vezes os maus professores são empurrados para as comunas”.

No Libolo, 14 mil crianças em idade escolar estarão fora do sistema de ensino este ano.

No que diz respeito à saúde, Armando disse que as comunas têm infraestruturas, mas os quadros os recursos humanos não são suficientes.

Ele deu o exemplo da comuna da Cabuta, onde as cinco unidades sanitárias têm apenas um enfermeiro cada.

Participou na referida reunião o governador da província, Eusébio de Brito Teixeira.

XS
SM
MD
LG