Links de Acesso

Kilamba é "situação anormal em país anormal" - Elias Isaac

  • Manuel José

Prioridade deveria estar no combate à pobreza

Os problemas no processo de aquisição de casas nas novas centralidades, sobretudo no Kilamba, parece estarem longe do fim.

Desde as filas e correrias para as inscrições, agora os candidatos que dizem
já terem pago não conseguem obter as chaves que dão acesso às
casas.




A Voz da América ouviu o activista social e director da Open Society,
Elias Isaac que começou por dizer que o problema 'é fundamentalmente
de cariz económico.

"Primeiro deveria ser resolvida a situação económica do país,” disse.
“O governo tem que resolver o problema da pobreza, quando esta estiver resolvida aí a diferença da desigualdade económica vai reduzir e as pessoas terão um acesso quase igual," acrescentou.

Elias Isaac disse "num pais normal, todo esse escândalo do Kilamba não
teria lugar porque as pessoas voluntariamente teriam as suas poupanças
e dinheiro para contactar as agencias e poder comprar casa”.

“O que está a acontecer no Kilamba, onde as pessoas vão pra lá,
dormem 3,4 a 5 dias á espera da sua vez, 'e anormal porque nós vivemos num
país altamente anormal," acrescentou.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG