Links de Acesso

UNITA denuncia 17 mil dólares de "gasosa" para facilitar inscrição no Kilamba

  • Venâncio Rodrigues

Kilamba Kiaxi, Luanda

Kilamba Kiaxi, Luanda

A criação de comissões facilita a continuação da corrupção na venda das casas do Kilamba

O deputado e líder parlamentar da UNITA, Raul Danda diz que funcionários ligados à empresa escolhida para comercializar as casas da cidade do Kilamba estão a cobrar até 17.000 dólares para facilitar a inscrição para a compra de uma residência.

Danda fez esta denúncia durante as discussões na especialidade do Orçamento Geral do Estado, que decorrem na Assembleia Nacional, tendo sugerido ao ministro de tutela a averiguar os factos ao mesmo tempo que se manifestou disponível em fornecer nomes das pessoas implicadas no “esquema”.

Em entrevista à Voz da América, o parlamentar reiterou a denúncia: “Eu estou na disposição de lhe fornecer nomes, que possam ajuda-lo a fazer essa verificação”.

O deputado da UNITA insurgiu-se também contra a actualização, pelo Presidente da República, na última semana, da comissão ad-hoc destinada a estudar e propor o quadro normativo e operacional facilitador de acesso aos imóveis do programa habitacional do Executivo.

No entender do dirigente da UNITA, a criação de comissões facilita a continuação da corrupção na venda das casas do Kilamba.

Os preços dos apartamentos desta centralidade estavam inicialmente fixados entre 125 mil a 200 mil dólares, de acordo com os modelos disponíveis, valores considerados muitos altos pelo presidente José Eduardo dos Santos na sua última deslocação ao Kilamba.

Eduardo dos Santos tinha-se manifestado contra a burocracia existente no processo de aquisição dos apartamentos.

O ministro, Fernando Alberto da Fonseca tinha afirmado que aquisição das casas podia ser feita por via da compra, renda ou renda resolúvel.

XS
SM
MD
LG