Links de Acesso

Kilamba: A catedral da música angolana

  • Pedro Dias

Para “a música genuína de Angola” o Centro Recreativo e Cultural da Kilamba em Luanda é um porto de abrigo, local de protecção.

O centro é com efeito considerado como a catedral da música angolana, pela defesa da verdadeira música de raiz do país, onde o semba é tido como a grande referência dos ritmos a nível nacional e internacional.

“ O Kilamba é o espaço onde se toca música genuína de Angola,” disse o cantor Augusto Chacaya.

Por sua vez, Estevão Costa, responsável do estabelecimento refere que o espaço tem a sua história, quer seja após ou antes da independência, um reconhecimento de mérito, sobretudo para aquelas pessoas que se identificaram com a nossa cultura.

“Não homenageamos apenas os cantores que estão em plena actividade, mas também aqueles cujo contributo muitas vezes não é reconhecido e acabamos por resgata-los, dando-lhes a oportunidade de poderem aparecer, homenageando-os porque tiveram a sua grande glória no seu tempo”, disse.

Músicos no centro cultural da Kilamba

Músicos no centro cultural da Kilamba

No passado 18 de Setembro, o espaço de cultura realizou mais uma tarde musical do chamado “Muzonguê da Tradição”.

Artistas como: Lulas da Paixão, Calabeto, Augusto Chacaya, Guilhermino e Robertinho, acompanhados pela Banda Movimento, fizeram cartaz da casa.

O Muzonguê da Tradição é um programa criado em Fevereiro de 2007, com vista a divulgar e valorizar a música angolana produzida nos anos 60, 70 e 80, tendo como primeiros convidados, Os Jovens do Prenda e os artistas Zecax, Dom Caetano e Proletário.

Localizado no Distrito Urbano do Rangel, era o antigo Centro Cultural e Recreativo Maria das Crequenhas.

Foi reinaugurado em Dezembro de 2001 pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, depois de vários anos abandonado, dedicando-se actualmente ao resgate da identidade cultural angolana

XS
SM
MD
LG