Links de Acesso

Promessas governamentais no 37º aniversário da Kibala


Rio Lucala, no_Kwanza-Norte

Rio Lucala, no_Kwanza-Norte

No ano lectivo 2011, mais de 14 mil crianças serão inseridas no processo de ensino e aprendizagem

17 Jan 2011 - A cidade da Kibala assinalou, durante o fim-de-semana, o seu 37 aniversário. Assinalando a efeméride, as autoridades anunciaram que, no ano lectivo de 2011, mais 14 mil crianças irão beneficiar do ensino oficial, estando para o efeito disponibilizados 460 professores e 158 salas de aula.
Situada no eixo entre as províncias do Kwanza-Sul, e Bié e entre os municípios do Ebo, Libolo, Cela e Mussende, Kibala é considerada a capital do centro da província.
A circunscrição é detentora dos mais antigos usos e costumes dos povos da província do Kwanza-Sul com a tradição é ligada à feitiçaria a a agricultura e pecuária constituem a principal actividade praticada naquela região que dista há cento e sessenta e nove quilómetros da sede da cidade capital o Sumbe.
O ponto mais alto da efeméride foi marcado com inaugurações de diversas infra-estruturas de carácter socio-económico.Quanto ao sector de educação, o administrador municipal adjunto, Fernando Camunda, disse que para o ano lectivo 2011, mais de 14 mil crianças serão inseridas no processo de ensino e aprendizagem. Para efeito, segundo Fernando Camunda, estão mobilizados 460 professores, 38 salas de aulas no Katrofe e 120 salas na sede do município e nas três comunas nomeadamente Cariango, Lonhe e Dala-Kachibo.
Falando do sector da saúde o governante ressaltou a necessidade da requalificação do pessoal técnico para responder a demanda populacional numa altura que as condições medicamentosas estão salvaguardadas: «Em termos de assistência sanitária, médica ou medicamentosa no município está regular, mas nós temos uma dificuldade ainda na formação do pessoal. Nós sabemos que a Kibala é que recebeu maior número de enfermeiros colocados na base dos acordos de paz e que esses precisam ser formados nas áreas específicas porque muitos deles ainda apresentam aquela debilidade de não se enquadrar com a nova realidade de funcionamento».

XS
SM
MD
LG