Links de Acesso

Juncker acredita que "não" no referendo "debilitará radicalmente" a Grécia


Primeiro-ministro Alexis Tsipras, à esquerda, com o Presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker

Primeiro-ministro Alexis Tsipras, à esquerda, com o Presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker

O presidente da Comissão Europeia (CE, órgão executivo da UE), Jean-Claude Juncker, considerou nesta Sexta-feira que se os gregos votarem a favor do "não" no referendo do próximo Domingo, por causa das condições que os credores internacionais requerem para o país, a Grécia se verá "radicalmente debilitada".

"Inclusive se houver um 'sim', teríamos que enfrentar uma negociação difícil". No caso de 'não', a posição da Grécia estará radicalmente debilitada", disse Juncker em entrevista coletiva sobre o início da presidência rotativa luxemburguesa da União Europeia (UE).

XS
SM
MD
LG