Links de Acesso

Juiz faz mais de 50 perguntas a Luaty Beirão

  • Coque Mukuta

Activistas Rosa Conde, Laurinda Gouveia, Luaty Beirão no tribunal. Luanda, Angola. Nov 16, 2015

Activistas Rosa Conde, Laurinda Gouveia, Luaty Beirão no tribunal. Luanda, Angola. Nov 16, 2015

Hoje é décimo segundo dia do julgamento dos 17 activistas que entra na sua terceira semana, depois de ter sido agendado para durar apenas cinco dias.

Cerca de 50 perguntas foram feitas esta Terça-feira de manhã ao réu Henrique Luaty Beirão. O interrogatório terminou há pouco, na instância do Juíz Januário Domingos José.

De Luaty Beirão, o juiz quis saber se os 17 jovens pretendiam levar crianças e idosos ao palácio presidencial, se queriam ou não aproveitar-se da queda do preço do petróleo para derrubar o governo de José Eduardo dos Santos e se queriam ou não substituir a actual constituição por uma outra. Luaty Beirão respondeu negativamente.

Em relação às perguntas se o estado angolano é ditador Luaty afirmou que sim. Disse também que o Presidente da República, José Eduardo dos Santos é um ditador, sustentando que viola as leis e a constituição de Angola.

Luaty Beirão é o sétimo réu a ser ouvido no processo dos 17 activistas acusados pelo Ministério Público de “actos preparatórios para o cometimento de crime de rebelião”.

O activista tinha feito uma greve de fome durante 36 dias, um dia por cada um dos 36 anos que José Eduardo dos Santos se encontra no poder,segundo a sua mensagem aquando da suspensão de greve.

Após um intervalo, Luaty Beirão continuou a ser interrogado pelo Ministério Público, sobre alegada falsificação de um documento. Além de ser acusado de actos preparatórios para o cometimento de crime de rebelião, recai sobre o Luaty a acusação de ter falsificado três documentos de autorização de saída do país, emitidos dois em seu nome e outro em nome do seu irmão.

O julgamento terminou às 16 horas.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG