Links de Acesso

Jovens se sentem enganados com casas do Governo no Namibe

  • Armando Chicoca

Centralidade do Namibe

Centralidade do Namibe

Ricardo de Noé Tuyula, da Unita, diz que o preço de 50 mil dólares americanos cobrado aos jovens é demasiadamente exagerado.

Os contemplados da segunda fase de casas dirigidas a jovens no Namibe, no famoso bairro da juventude, além do custo altíssimo que pagam por cada moradia, também reclamam a qualidade, falta de água e iluminação.

As casas que estão a ser pagas sob renda resolúvel de cerca de 380 dólares americanos mensais estão orçadas em mais de 58.600 dólares americanos. As referidas casas não têm esgotos muro de separação entre as residências.

Descontentes com o cenário, os jovens procuraram responsáveis da energia, água e saneamento básico para pedir explicações, mas pelo que dizem, não foram bem-sucedidos.

Quem também não se conforma com o caso é o partido do Galo Negro que qualificou de casebres as casas do bairro da juventude, localizado no Samo-Mar.

Ricardo de Noé Tuyula diz que o preço de 50 mil dólares americanos cobrado aos jovens é demasiadamente exagerado.

O dirigente da Unita deplora a forma como a juventude está a ser destratada, oferecendo-lhe noites de fantasmas assombradas pela escuridão.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG