Links de Acesso

Jovens moçambicanos querem maior investimento na agricultura

  • Ramos Miguel

Parlamento Juvenil de Moçambique

Parlamento Juvenil de Moçambique

Lideres de organizações juvenis em Molambique acusam o Governo de não responder com acções concretas às aspirações dos jovens, por, na sua óptica, negligenciar a agricultura que tem um enorme potencial em termos de criação de oportunidades de emprego para a juventude.

A nível da retórica, a agricultura é a base de desenvolvimento de Moçambique, mas em termos de dotação orçamental, este sector tem sido dos menos beneficiados.

O presidente do Parlamento Juvenil Salomão Muchanga diz que, para além da agricultura, os outros sectores produtivos continuam negligenciados, agravando o problema do desemprego da juventude.

Muchanga afirma que a juventude clama por políticas públicas favoráveis que possibilitem a criação de mais postos de trabalho para jovens.

Aquele responsável considera que o Governo ainda não conseguiu identificar aquelas que são as principais preocupações da juventude, entre as quais se destaca o emprego.

O presidente da organização Agro-Juvenil, Policarpo Tamele, também acha que a agricultura pode contribuir para a criação de postos de trabalho para a juventude.

"O Presidente Filipe Nyusi deve apostar na agricultura através de acções concretas, incluindo a alocação de mais recursos financeiros ao sector", defende.

Entretanto, o Conselho Nacional da Juventude, que integra diferentes organizações juvenis, afirma que, para além do emprego, milhares de jovens se debatem também com a falta de habitação, entre outras necessidades básicas, e esperam do Governo acções concretas para a sua solução.

XS
SM
MD
LG