Links de Acesso

Jovens "desesperam-se" por um emprego em Luanda

  • Manuel José

Centros de emprego repletos de jovens

Centros de emprego repletos de jovens

Criminalidade é apontada como primeira consequência do desemprego

O desemprego continua alto na capital angolana, principalmente entre os jovens.

O sociólogo Kingandu António sugere o retorno do capital depositado no exterior do país, para criação de mais postos de emprego em Angola.

A VOA visitou vários centros de emprego em Luanda e jovens dos 24 aos 30 anos de idade relatam um “resultado desolador, não há vaga”.

“Está muito difícil, está complicado, o Governo devia criar mais emprego”, reclama um jovem proveniente da província do Bié, onde a situação era semelhante: “Saí da província do Bié para vir procurar emprego aqui não consegui nada está muito difícil''.

O sociólogo Kingandu António é de opinião que uma das consequências dessa situação é o aumento da criminalidade”.

''A situação vai de mal a pior, há poucas empresas a trabalhar a 100 por cento, há muitos despedimentos e, por isso, o índice de criminalidade tende a aumentar porque as pessoas precisam alimentar as suas famílias, desempregados partem para o mais fácil que é a criminalidade'', explica

António sugere que os valores depositados no exterior do país regressem ao país para que o Governo consiga criar mais postos de emprego.

''Uma das chaves para solução é o Executivo gerir melhor os recursos que o país tem e as pessoas endinheiradas deixassem de levar para o exterior o dinheiro”, concluiu.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG