Links de Acesso

José Maria Neves mantém tabu sobre eleições presidenciais em Cabo Verde

  • Alvaro Ludgero Andrade

José Maria Neves, primeiro-ministro de Cabo Verde

José Maria Neves, primeiro-ministro de Cabo Verde

PM diz que choveu muito no país e "muita água vai correr" até às eleições de 2016.

José Maria Neves continua a não revelar se será candidato às eleições presidenciais de 2016.

“É muito cedo para falar das presidenciais, que acontecem dentro de um ano”, disse o primeiro-ministro cabo-verdiano à VOA a partir de Luanda.

Por agora, quer “terminar o mandato”, mas lembra que muita água vai correr debaixo da ponte.

“Este ano choveu muito em Cabo Verde, estamos a um ano das eleições e até lá muita água vai correr debaixo das pontes”, respondeu José Maria Neves quando questionado se será candidato às eleições presidenciais.

O chefe do Governo cabo-verdiano reagiu “de forma muita positiva” à decisão dos Estados Unidos de incluir o arquipélago no grupo selecto dos Ancor States.

“É o resultado do trabalho das cabo-verdianas e cabo-verdianos e representa um reconhecimento extraordinário de um país com a grandeza dos Estados Unidos, o que reforça a confiança internacional de Cabo Verde, que é um capital muito importante”, concluiu.

José Maria Neves encontra-se em Angola para se despedir das autoridades e da comunidade cabo-verdiana aí radicada e participar nas comemorações do 40º aniversário da Independência do país.

Nesta sexta-feira, Neves apresentou no Palácio da Justiça, em Luanda, o seu mais recente livro “Cabo Verde – Gestão das Impossibilidades”.

XS
SM
MD
LG