Links de Acesso

"José Eduardo do Santos é historicamente indefensável", diz sociólogo

  • Coque Mukuta

João Paulo Ganga fez esta declaração na primeira Conferência Nacional da Juventude.

O sociólogo angolano João Paulo Ganga, que se tem destacado em comentários que defendem uma maior pressão sobre o Governo angolano para a resolução dos problemas sociais, considerou na primeira Conferência Nacional da Juventude realizada em Luanda que o presidente angolano José Eduardo dos Santos, há 35 anos no poder, nada mais tem para oferecer aos angolanos.

Para Ganga a juventude angolana tem uma grande influência na sociedade para efectuar mudanças sociais no país, por isso deve se abster de actos de corrupção.

“Nós temos de continuar a ser nós mesmo, nós não podemos desistir em nenhum momento porque nós sabemos que a nossa razão é que está correcta. Nós temos que ter um país mais inclusivo, mais próspero com menos corrupção e com maior abertura para as pessoas, nós não podemos tolerar que seja normal que as pessoas se enriqueçam do dia para noite, porque o enriquecimento de um tem mil pessoas a passar mal”, defendeu o sociólogo.

Para o também jornalista, só a juventude poderá salvar esta nação porque, para ele, o presidente José Eduardo dos Santos nada mais tem para dar os angolanos por estar ultrapassado.

“Eu não gosto de falar pessoalmente do presidente Eduardo dos Santos porque historicamente é já indefensável. Ou seja, teve o seu percurso, teve a sua grandeza, é um grande homem, é um gigante no para o nosso país, mas é indefensável, e não é por estar no poder há muito tempo, mas é por não ter soluções para os nossos problemas”, explicou João Paulo Ganga, sociólogo e escritor angolano durante a primeira Conferência Nacional da Juventude realizada em Luanda.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG