Links de Acesso

Angola: Jornalistas querem reunião com bispos

  • Coque Mukuta

Sindicato quer discutir despedimentos na Rádio Ecclésia

O Sindicato dos Jornalistas Angolanos solicitou aos bispos angolanos um encontro para protelar o despedimento dos funcionários que está previsto para breve na emissora católica de Angola, a Rádio Ecclésia




A organização sindical diz ter provas de irregularidades no processo de despedimento da emissora católica de angolana.

Segundo Teixeira Cândido, Secretário-Geral Adjunto daquela organização disse foi enviada uma carta aos bispos e “estamos a espera que nos chame para o referido encontro”.

A Rádio Ecclésia tem sido ao longo dos anos uma fonte independente de notícias embora tenha havido alegações de que muitas vezes os administradores da mesma se mostraram tímidos perante o poder.

Tem mesmo havido acusações de censura dos profissionais de informação que ali trabalham.

Cândido disse que essa questão tem sido também uma das preocupações dos trabalhadores.

Os despedimentos foram anunciados no dia 18 numa reunião dirigida pelo Bispo Dom Filomeno Vieira Dias presidente da Comissão Episcopal para a Comunicação Social.

O Bispo disse na altura que iria proceder a demissões em massa por falta de dinheiro algo o que deixa preocupados os mais de sessenta funcionários que trabalham para a emissora Católica de Angola.

Teixeira Candido, afirmou já terem falado com o Director Geral da Rádio, Padre Quintino Kandanji, que disse não ter total poder para decidir sobre o assunto.

“Falámos com o director mas sabemos que ele tem alguma influência na administração mas não manda em tudo por isso mais do que conversar com a direcção queremos falar com os bispos” disse o sindicalista.

A Rádio Ecclésia tem também estado envolvido numa longa disputa com o governo angolano para obter autorização para transmitir á escala nacional

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG