Links de Acesso

Jornal de Angola diz ter sido expulso de evento com Samakuva, mandatária desmente

  • Coque Mukuta
  • Redacção VOA

Albertina Navemba Ngolo

Albertina Navemba Ngolo

Navita Ngolo afirmar que houve troca de conversas apenas com a TPA que cobriu o evento.

O Jornal de Angola revelou nesta sexta-feira que os seus profissionais foram impedidos de cobrir o lançamento da campanha do presidente da Unita à sua sucessão, ontem em Luanda.

Antes do início do evento, “os jornalistas foram surpreendidos por um membro da organização da campanha do líder da Unita”, escreve o Jornal de Angola, dizendo que “o militante da Unita, que não se identificou, dirigiu-se unicamente à equipa do Jornal de Angola a quem pediu identificação e, em seguida, orientou que abandonasse o local”.

A justificação apresentada foi que o Jornal de Angola não tinha sido convidado para a cobertura do evento.

A mandatária de Isaías Samakuva tem outra versão.

Albertina Navemba Ngolo, mais conhecida por Navita Ngolo, diz não ter tido conhecimento de nenhuma situação com profissionais do Jornal de Angola, mas revela que alguns militantes não queriam que a TPA cobrissem o evento.

Navita Ngolo explica que “devido à manipulação habitual da direcção da TPA, não dos jornalistas que fazem o seu trabalho, muitos militantes pediram para eles saírem, mas eu mesma falei com eles, ficaram e fizeram o seu trabalho”.

Navita Ngolo reitera que desconhece de qualquer problema com o Jornal de Angola, que, talvez, “terá aproveitado da situação”.

Ouça a explicação de Navita Ngolo:

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG