Links de Acesso

John Kerry analisa com José Eduardo dos Santos violencia no Burundi

  • João Santa Rita

Foto de arquivo

Foto de arquivo

Conversa aconteceu na segunda-feira ao telefone.

O secretário de Estado americano John Kerry falou ao telefone com o Presidente angolano José Eduardo dos Santos sobre a situação nos Grandes Lagos na segunda-feira, 16.

Em declarações aos jornalistas à entrada para uma reunião considerada privada com o seu homólogo angolano Georges Chicoti, em Washington hoje, 18, Kerry disse ter abordado com Santos, em particular, a violência no Burundi.

O governante americano afirmar estar agradado com “o trabalho realizado por Angola” na questão dos Grandes Lagos e noutros temas.

Para Kerry, Angola tem desenvolvido um “papel importante e de liderança” na resolução dos problemas na região à procura de “soluções pacíficas”.

Nas breves palavras proferidas antes da reunião com Chicoti, o chefe da diplomacia americana reiterou ainda que o seu Governo está muito satisfeito com o segundo ano do diálogo de parceria estratégica entre Washington e Luanda.

Por seu lado, Georges Chikoti destacou o estabelecimento da parceria estratégia e realçou as “boas relações entre os dois países, que compartilham opiniões e preocupações sobre várias questões, nomeadamente o terrorismo, na Nigéria e, recentemente, em França.

A reunião entre John Kerry e Georges Chicoti continua esta tarde a portas fechadas, depois de o ministro das Relações Exteriores de Angola ter participado numa conferência denominada Angola Day no Wilson Center, que analisou o percurso do país desde a Independência aos desafios actuais e futuros.

No evento participaram também a embaixadora americana em Luanda, Helen La Lime, o embaixador angolano em Washington Agostinho Tavares, o ministro angolano da economia Abrahão Gourgel, o ministro da Justiça Rui Mangueira, o responsável para África do thing thank Chatham House Alexander Vines, o responsável das relações com os governos da Amnistia Internacional Adotei Akwei, o representante da Covington & Burling LLP Witney Schneidman e o director internacional de relações com os governos da Chevron Mamadou Beye.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG