Links de Acesso

Jihadista angolano acusado em Portugal

  • Redacção VOA

Encontrado com uma faca perto de um avião da TAAG no Aeroporto de Lisboa.

Um angolano com cidadania holandesa foi acusado nesta Segunda-feira, 14, Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa por crimes de adesão e apoio a organização terrorista, atentado à segurança de transporte e ar, com vista ao terrorismo, posse ilegal de arma e introdução em local vedado ao público

De acordo com o Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), Gima Her Calunga, de 29 anos, teve treino com terroristas na Síria e recebeu ordens para cometer um atentado.

Segundo o Jornal de Notícias, de Portugal, no dia 2 de Julho, Calunga conseguiu passar a vedação da pista do Aeroporto de Lisboa, mas foi detido no dia seguinte junto de um avião da TAAG que se preparava para levantar voo, com uma faca de 21 centímetros.

Nascido em Angola, de onde saiu com 16 anos, Gima Calunga integra uma lista de suspeitos jihadistas das autoridades holandesas e está proibido de viajar de avião.

De acordo com a mesma fonte, Calunga terá estado na Síria em Março do ano passado, onde recebeu treino por membros do Estado Islâmico.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG