Links de Acesso

Cabinda vive num bloqueio e permanente intolerância política - diz Isaías Samakuva

  • José Manuel

Isaías Samakuva, presidente do partido UNITA

Isaías Samakuva, presidente do partido UNITA

Líder do partido da oposição angolana, UNITA, visitou a província independentista no último fim-de-semana e disse ter testemunhos preocupantes de perseguições políticas do poder

O presidente da Unita Isaias Samakuva disse nesta cidade que apesar de estacionária, a situação politico-militar do enclave é preocupante.

Samakuva realçou que a presença militar na região deve ser adequada a realidade actual.


Para o presidente da UNITA, a primeira vista parece transmitir alguma tranquilidade, mas informações recolhidas da população, da sociedade civil e das igrejas descrevem uma permanente instabilidade militar no interior da provincia.

Isaias Samakuva disse que Cabinda vive um bloqueio politico e um permanente clima de intolerância politica marcado pela permanentemente perseguição e intimidação dos cidadãos.

Samakuva lamentou que até as igrejas e os seus pastores são reféns do regime no poder.

O presidente da Unita que terminou uma visita de 3 dias a Cabinda, acusou as autoridades locais de terem boicotado a actividade partidária da Unita.

A UNITA qualificou de falta de cultura democrática o facto da governadora de Cabinda não ter se dignado em saudar e desejar boas vindas ao presidente do partido.

O líder da UNITA ao contrário do discurso governamental disse que Cabinda não conheceu um desenvolvimento digno de realce.
XS
SM
MD
LG