Links de Acesso

Malanje: Ano fiscal positivo em 2010


Delegado provincial das Finanças de Malanje, Diogo Paulino Gaspar.

Delegado provincial das Finanças de Malanje, Diogo Paulino Gaspar.

As Finanças têm dificuldades em expandir os seus serviços para os demais municípios de Malanje e alargar o quadro de pessoal por exiguidade de espaço.

17 Jan 2011 - As receitas fiscais arrecadadas em 2010 pela única repartição fiscal da Delegação provincial de Malanje do Ministério das Finanças foram avaliadas em mais de 833 milhões de kwanzas.Os montantes amealhados provieram, principalmente das rubricas dos impostos sobre os rendimentos, património, consumo, diversos, matrimónio, serviços e receitas de capital.
O delegado do Ministério das Fianças, Diogo Paulino Gaspar referiu que os impostos sobre rendimento de trabalho em conta de outrem, com mais de 400 milhões de kwanzas, industrial do grupo B, com cerca de 35 milhões e mais de 62 milhões de kwanzas do imposto industrial ao abrigo da Lei 7/97 contabilizaram o ano financeiro e económico.O imposto de selo contribuiu com mais de 146 milhões de kwanzas, enquanto que as rendas de casa amealharam mais de 31 milhões de kwanzas.
A diferença favorável entre o primeiro e o segundo semestre do ano fim foi de 54 milhões, 311 mil e 600 kwanzas.
“No primeiro semestre, em termos de receitas cobradas tivemos 389.741.537 kwanzas, no segundo semestre, tivemos como cobranças 444.053.227 kwanzas”.
Em comparação ao ano de 2009, em que foram recolhidos 744.365.172 kwanzas, o sector ganhou em 2010, o valor de 89.429.592 kwanzas, referiu do delegado provincial, Diogo Paulino Gaspar. Para o ano em curso, o delegado provincial de Finanças de Malanje prevê um orçamento de mais de 559 milhões de kwanzas, com picos nos impostos sobre rendimento de trabalho por contra de outrem, consumo, serviços de hotéis e similares, diversas receitas correntes, entre outras.
Com um orçamento de cinco mil dólares mensais, o aluguer de alguns compartimentos dos Correios, Telefones e Telégrafos de Angola, a respectiva Delegação tem dificuldades em expandir os seus serviços para os demais municípios de Malanje e alargar o quadro de pessoal por exiguidade de espaço.

XS
SM
MD
LG