Links de Acesso

Isabel dos Santos fez fortuna pelo nepotismo - Revista Forbes

  • João Santa Rita

"Menina do Papá"? Isabel dos Santos

"Menina do Papá"? Isabel dos Santos

Revista detalha negócios da filha do presidente angolano e como beneficiou do poder. "Sem fundamento", diz porta voz

É a primeira bilionária Africana. Chama-se Isabel dos Santos e a conceituada revista económica Forbes chama-lhe na sua última edição de “Menina do Papá”.

Num artigo escrito por Kerry Dolan e Rafael Marques a revista afirma que a fortuna de 3.000 milhões de dólares de Isabel dos Santos se deve ao nepotismo do seu pai, o presidente José Eduardo dos Santos.

No artigo, para o qual foram investigadas a fundo as empresas de Isabel dos Santos, o antigo primeiro ministro Marcolino Moco disse que não pode haver dúvidas
que foi o presidente dos Santos quem gerou a fortuna da filha.

O artigo - titulado " A Menina do Papá: Como uma ´princesa´ africana pôs no banco $3 biliões numa país que vive com $2 por dia" - afirma-se que a fortuna de Isabel dos Santos advém de ficar com uma fatia de uma empresa que queira estabelecer-se em Angola ou de uma assinatura presidencial do pai.

Um dos exemplo dados é como Isabel dos Santos apareceu subitamente com 24,5% por cento da companhia de diamantes Ascorp através de uma companhia baseada em Gibraltar, a Transafrica Investiment Services, TAI. A Ascorp foi formada para fazer parceria com a ENDIAMA na venda de diamantes.

Mais tarde a TAI foi transferida para controlo da mãe de Isabel dos Santos.

O conselho de ministros, presidido pelo presidente Eduardo dos Santos aprovou a parceria.

Isabel dos Santos controla também 25% da UNITEL, a primeira operadora de telecomunicações privada em Angola. Isso, diz a FORBES, partiu de um decreto presidencial garantindo licenças sem concurso público.

A entrada de interesses privados estrangeiros em Angola terá sido feita também de forma “escura” com 25% controlado por um “veiculo de investimento controlado por Isabel dos Santos”.

Rafael Marques disse á Voz da America que tudo o que se encontra no artigo está bem fundamentado e disse não temer qualquer acção de difamação.




A salientar que um representante de Isabel dos Santos disse que todos os seus investimentos são transparentes e têm sido conduzidos com “reputadas firmas de advogados e bancos”.

Um porta voz acusou por outro lado Rafael Marques de ser “um activista com uma agenda política”.

Todas as alegações de transferências ilegais de fundos do governo para Isabel dos Santos, disse um representante, são “absurdas e sem fundamento”.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG