Links de Acesso

Isabel dos Santos e os negócios de Malta

  • Redacção VOA

Isabel dos Santos

Isabel dos Santos

Bilionária tem várias companhias neste país que servem de frente para outros negócios.

Isabel dos Santos, filha do presidente José Eduardo dos Santos, está a estabelecer companhias em Malta que, por sua vez, controlam as empresas mais conhecidas da empresária mais rica de África, revelou o jornal Malta Today.

Malta é um país que atrai muitas companhias internacionais devido aos seus baixos impostos, em que o máximo é de apenas 15 por cento.

O jornal dá vários exemplos dos interesses de Isabel dos Santos em Malta e levanta interrogações sobre a proveniência de fundos e o por quê da existência destas companhias

Assim, por exemplo, registada no país está a companhia Sodiam, uma subsidiária da Endiama. Mas a Sodiam é também em parte propriedade de uma companhia com o nome de Victoria Holdings que, por seu turno, é controlada por Sindika Dokolo, o marido de Isabel dos Santos cuja fortuna está avaliada em três mil milhões de dólares.

Sendo a Sodiam uma subsidiária da Endiama, uma companhia estatal angolana, a associação de Isabel dos Santos com a Sodiam pode ser vista como um conflicto de interesses da família Santos.

Esta companhia comprou recentemente a dívida de 63 milhões de euros de um empresário suíço ligado à indústria de joalharia, havendo declarações contraditórias sobre o por quê dessa aquisição.

Malta Today afirma ainda que várias outras companhias registadas no país estão associadas a Isabel dos Santos.

A Winterfell Industria, por exemplo, foi recentemente registada no país e é uma das subsidiárias da companhia Niara Holding, propriedade de Isabel dos Santos.

O que é de notar, diz o jornal, é que algumas dessas companhias maltesas não parecem dar lucro. Por outro lado, a maior parte detém interesses ou é propriedade de outras companhias.

Por exemplo, a companhia Kento Holding registada em Malta e que pertence a Isabel dos Santos e ao seu marido é usada para os seus investimentos no sector de telecomunicações. A Finisantoro detém os interesses de Isabel do Santos no banco BPI de Portugal

Uma outra companhia, Athol Limited, pertence ao marido de Isabel dos Santos e foi usada para financiar uma propriedade em construção em que só o depósito foi de sete milhões e meio de Euros.

Em Malta, os interesses de Isabel dos Santos são administrados por Noel Scicluna, um politico e diplomata maltês que aparece como director de oito outras companhias associadas à filha do presidente angolano.

De notar que várias companhias estrangeiras usam Malta como o seu quartel-general com o objectivo de limitarem o pagamento de impostos.

O jornal citou um consultor contabilístico que afirmou nada haver de ilegal nesse tipo de acção em que as companhias são alvo de auditorias ao abrigo da lei de Malta e pagam os impostos previstos na legislação.

XS
SM
MD
LG