Links de Acesso

Irmão do Presidente norte-coreano morto na Malásia

  • Redacção VOA

Kim Jong-Nam vivia na China

Há denúncias de que foi envenenado por duas funcionárias norte-coreanas

O meio-irmão do líder norte-coreano Kim Jong-um foi morto na Malásia, informaram a agência Yonhap e outros meios de comunicação sul-coreanos nesta terça-feira, 14.

O Governo da Coreia do Norte ainda não comentou o assunto, mas a agência, que cita uma fonte do Executivo sul-coreano não identificada, disse que Kim Jong-Nam foi morto na manhã de segunda-feira, 13, sem dar mais detalhes.

A polícia da Malásia disse à Reuters que um homem norte-coreano não identificado morreu no acesso para o hospital de um aeroporto de Kuala Lumpur.

TV Chosun, uma rede de televisão a cabo, declarou que ele foi envenenado no aeroporto de Kuala Lumpur por duas mulheres que seriam operárias norte-coreanas.

Após se pronunciar publicamente contra o controlo da sua família na Coreia do Norte, ele também declarou não ter interesse de suceder o meio-irmão, de acordo com a Reuters.

Jong-nam tinha cerca de 45 anos e era o filho primogénito do ditador norte-coreano Kim Jong-il, com a actriz Song Hye-rim.

Foi inicialmente considerado o provável sucessor do pai, que morreu em 2011.

Em 2001, no entanto, foi detido no aeroporto de Tóquio com um passaporte falso com o qual alegadamente queria visitar um parque Disney no Japão.

Jong-nam emigrou para a China em 1995 e vivia desde então entre Pequim e Macau.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG