Links de Acesso

Irão divide Obama e Netanyahu

  • VOA Português

Foto de Arquivo

Foto de Arquivo

O Presidente americano Barack Obama afirmou que os negociadores americanos e iranianos eliminaram algumas diferenças em torno do acordo sobre o programa nuclear iraniano, mas diz estar preparado caso as partes não chegarem a um acordo.

Obama fez estas declarações numa entrevista divulgada ontem, 8, no programa da cadeia televisiva CBS “Face the Nation”.

O presidente garantiu que qualquer acordo deve permitir que inspectores ocidentais certifiquem que o Irão não está a desenvolver nenhuma arma nuclear.

"Eu diria que durante o próximo mês vamos ser capazes de determinar se funciona ou não, se eles vão aceitar um acordo, se, de facto, como dizem, eles estão interessados em desenvolver programas nucleares pacíficos”, disse o Presidente reiterando que ainda o Irão não disse se aceita as condições impostas pelo Ocidente.

No mesmo programa televisivo, o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu disse que ele e Obama "compartilham o mesmo objectivo" de impedir o Irão de desenvolver uma arma nuclear, mas discordam sobre como fazê-lo.

"Eu não confio em inspecções com regimes totalitários. Não funcionou com a Coreia do Norte. Eles violaram o acordo e esconderam o jogo. Não funcionou com o Irão, que enganou os inspectores”, reiterou o líder israelita.

Netanyahu também diz não aceitar negociar com um governo palestiniano coligado com militantes do Hamas, que se recusam a reconhecer o direito de Israel de existir.

Recorde-se que o líder israelita realizou uma visita polémica a Washington na semana passada, em que se dirigiu ao Congresso dos EUA e classificou o possível acordo nuclear com o Irão de um "mau negócio.

O Governo do Irão, no entanto, continua a insistir que o seu programa nuclear é pacífico e que se destina apenas a produzir energia para uso civil.

XS
SM
MD
LG