Links de Acesso

Irão ameaça retaliar contra a renovação das sanções decidida pelo Congresso Americano

  • Redacção VOA

Ayatollah Ali Khamenei promete retaliar

O Irão ameaça retaliar a decisão do Congresso Americano de renovação das sanções que considera violação do Acordo Nuclear.

Ontem, o Congresso Americano renovou por mais 10 anos as sanções contra o Irão inicialmente impostas há duas décadas em resposta à posição das autoridades de Teerão no apoio ao terrorismo.

No ano passado, as sanções haviam sido parcialmente levantadas no âmbito do Acordo Nuclear.

“O Irão já demonstrou que mantem-se fiel aos acordos internacionais, mas também tem respostas apropriadas para todas as circunstâncias”, disse Bahram Ghasemi, porta-voz do ministério dos negócios estrangeiros daquele país.

Ghasemi não deu detalhes sobre a natureza da resposta iraniana.

No mês passado, o líder Supremo do Irão, Ayatollah Ali Khamenei, disse que as sanções violam o Acordo Nuclear e ameaçou retaliar.

"Eles falam à toa”, Matthew McInnis, especialista em questões do Médio Oriente, no American Enterprise Institute. Ele acrescentou que “os iranianos estão bem comprometidos com o acordo (…) e tinham a noção de que as sanções seriam provavelmente renovadas”.

O Acordo Nuclear, em vigor desde Janeiro deste ano, foi alcançado em 2015 pelo Irão, Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia, China e Alemanha.

O Presidente-eleito, Donald Trump, disse na campanha que o acordo era absurdo e prometeu anular.

XS
SM
MD
LG