Links de Acesso

Investigação oficial a Sarkozy por tráfico de influências

  • Ana Guedes

Antigo presidente francês Nicolas Sarkozy chega em carro policial a unidade de investigação financeira para ser apresentado ao juiz (Jullho 2014)

Antigo presidente francês Nicolas Sarkozy chega em carro policial a unidade de investigação financeira para ser apresentado ao juiz (Jullho 2014)

Esta é a primeira vez que um antigo chefe de estado francês é detido para investigação. Sarkozy afirma-se "profundamente chocado"

O antigo presidente francês, Nicolas Sarkozy, foi colocado oficialmente sob investigação depois de ter estado 15 horas sob custódia policial, na terça-feira, e questionado num caso de alegado tráfico de influências.

Sarkozy é suspeito de ter usado a sua influência para obstruir uma investigação à sua campanha eleitoral de 2007. Segundo o acusador público Sarkozy tentou obter informação do juiz da investigação.

Também em situação de investigação formal está o advogado do ex-líder francês, e um juiz.

Esta é a primeira vez que um antigo chefe de estado francês é detido para investigação.

Em causa está se o antigo líder líbio Kadhafi contribuiu com fundos para a campanha presidencial de Sarkozy, em 2007.

Sarkozy nega ter feito algo de errado e que está a ser acusado por razões politicas. Afirmou mesmo estar "profundamente chocado."

Entrevistado por uma estacão de televisão, o primeiro-ministro Manuel Valls descreveu a situação como grave e apelou à independência judicial. Valls frisou que ninguém está acima da justiça, mas que deve ser respeitada a presunção de inocência.

O jornalista luso-francês, Rui Neumann diz que já houve outros casos envolvendo altas figuras do estado gaulês e que a justiça francesa tenta funcionar sem influência do poder político. Ouça Rui Neumann carregando na barra de áudio.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG