Links de Acesso

Interpol investiga possível manipulação de resultados no Mundial

  • VOA Português

Secretário-Geral Ronald Noble diz que a Interpol espera a colaboração da Fifa na investigação, mas não sabe se vai acontecer.

O secretário geral da Interpol Ronald Noble revelou hoje, 13, à rede americana CNN que a institução enviou uma equipa ao Brasil para investigar uma possível manipulação de partidas no Mundial de Futebol.

"Estamos muito preocupados com a possibilidade de combinação de resultados no Mundial. Por este motivo, estamos a enviar equipas ao Brasil e a vários países do mundo, particularmente na Ásia, onde vamos investigar as apostas ilegais. O potencial de lucro é enorme", confirmou Noble em entrevista ao apresentador Richard Quest, no programa Quest Mean Business.

Segundo Noble, as apostas não seriam apenas sobre os resultados dos jogos, mas também sobre outros lances que acontecem em campo, o que aumenta a possibilidade de suborno a atletas, juízes e participantes. "Um penalty, por exemplo, e outras coisas que podem acontecer no jogo e que o crime organizado está a apostar”, explicou.

Questionado sobre uma eventual participação de árbitros, jogadores e outros envolvidos na organização do Mundial, ele disse que a possibilidade existe, mas não deu mais detalhes.

Segundo Noble, a Interpol espera a colaboração da Fifa na investigação, mas não sabe se isso vai ocorrer. "Espero que a Fifa apoie as investigações e dê todos os recursos possíveis para trabalharmos. Mas talvez isso não aconteça. De qualquer maneira, confio na integridade e na credibilidade de quem está investigando e o relatório é o que será levado em conta", concluiu.

A Fifa e a Interpol já colaboraram para investigar esse tipo de crime no passado. Em janeiro de 2012, a entidade que organiza o futebol mundial anunciou que contaria com agentes internacionais para apurar as denúncias, além de elaborar um programa de protecção para quem denunciasse esquemas de manipulação de jogos.
XS
SM
MD
LG