Links de Acesso

Duas jovens indianas inventaram umas calças anti-violação, que incluem um dispositivo electrónico que envia um alerta ao posto de polícia mais próximo no caso de ser activado pela mulher. A invenção pode ser uma boa solução num país em que se regista uma violação a cada 22 minutos, de acordo com os números oficiais.

Diksha Pathak, de 21 anos, e Anjali Srivastava, de 23 anos, que vivem na cidade de Varanasi, no norte da Índia, idealizaram as calças anti-violação, cujo modelo vai ser aprovado na região a partir de 1 de Julho. "Estas violações em grupo horrorosas revoltaram-nos. Oxalá que nenhuma outra mulher tenha de sofrer graças às nossas calças", afirmou Pathak.

Cerca de 200 delegacias já dispõem de receptores de sinal electrónico, que mostram o local exacto onde se encontra a vítima para que os agentes da polícia possam acudir rapidamente.

XS
SM
MD
LG