Links de Acesso

India de olhos em Moçambique

  • William Mapote

Carlos Agostinho do Rosário, primeiro-ministro de Moçambique

Carlos Agostinho do Rosário, primeiro-ministro de Moçambique

O primeiro-ministro moçambicano considera a Índia um parceiro estratégico para o estabelecimento de parcerias que visam o desenvolvimento do seu país.

Carlos Agostinho do Rosário, que está em Nova Deli a participar na III Cimeira do Fórum Índia-África, disse o país espera muito da parceria com a India.

Depois da China ter sido o mercado financeiro preferencial de Moçambique durante o Governo anterior, Carlos Agostinho do Rosário, avança com algumas razoes para justificar a aposta na Índia, uma das quais, é a existência de um banco forte, aberto para estabelecer linhas de credito.

"Consideramos que a China, Índia e outros países asiáticos são parceiros estratégicos, mas cada um deles tem as suas particularidades. A Índia, por exemplo, tem mostrado, nos últimos anos, que tem vontade de investir, e isso está concretizada quando o Exim bank faz parceria com eles", disse.

Nesta quarta-feira, Rosário reuniu-se com o seu homólogo indiano, Narendra Modi, e amanhã, será um dos oradores na cimeira que reúne Chefes de Estado e de Governo de 54 países africanos mais a Índia.

Com excepção de Moçambique, que está representado pelo primeiro-ministro, e Angola, que enviou o seu vice-presidente, a maior parte dos Chefes de Estado já se encontra em aqui Nova Delhi, incluindo o Robert Mugabe.

XS
SM
MD
LG