Links de Acesso

Importações aumentam e exportações caem em Cabo Verde

  • Redacção VOA

Cabo Verde, Baía do Mindelo

Cabo Verde, Baía do Mindelo

Défice da balança comercial aumentou 50,9 por cento.

As exportações de Cabo Verde caíram 15,4 por cento no terceiro trimestre do ano em relação ao mesmo período de 2015.

No mesmo periodo, as importações cabo-verdianas aumentaram 42,2 por cento, com a Europa a ser a origem de 83,4 por cento dos produtos.

Devido a esse movimento, o Instituto Nacional de Estatísticas (INE) revelou que o défice da balança comercial aumentou 50,9 por cento e a taxa de cobertura diminuiu em 40,5 por cento, um decréscimo de 5,3 pontos percentuais.

A Europa continua a ser o principal destino das exportações do arquipélago (98,5 por cento), com a Espanha a liderar, com 75,9 por cento.

Em segundo lugar, está Portugal, para onde as exportações cabo-verdianas aumentaram 7,6%, em relação ao mesmo período do ano passado.

Preparados e conservas de peixes constituem as principais exportações cabo-verdianas (46 por cento), seguidos de peixes, crustâceos e moluscos (35,2%),vestuário (10 %) e calçado (6,3%).

Mais produtos do continente africano

No capítulo das importações, uma nota de destaque é o aumento em 128,1 por cento de produtos do continente africano, enquanto desceram as compras da América (-24,2%) e a Ásia (-21,5%).

Neste último trimestre, caiu a importação de arroz e combustíveis e aumentou as compras de caldeiras, ferro, automíveis e materiais têxteis.

XS
SM
MD
LG