Links de Acesso

Igreja Católica na Zâmbia pede fim a ameaças a jornalistas


Eleicoes 2015 na Zambia - apoiante da Frente Patriótica (Gillian Parker/VOA)

Eleicoes 2015 na Zambia - apoiante da Frente Patriótica (Gillian Parker/VOA)

"É lamentável que apoiantes de partidos políticos estejam engajados em actos de violência e de intimidação contra a comunicação social"

Com o aproximar das eleições gerais a 11 de Agosto, a igreja católica na Zâmbia apelou aos partidos políticos e aos seus apoiantes que parem de assediar e intimidar jornalistas em todo o país.

Em comunicado, o padre Winfield Kunda, Director de comunicação para os Serviços Católicos de Media diz que "é lamentável que apoiantes de partidos políticos estejam engajados em actos de violência e de intimidação contra a comunicação social" e Kunda diz que a igreja não vai perdoar ameaças e intimidações aos media.

A igreja Católica pediu igualmente aos jornalistas zambianos que garantam uma cobertura das eleições justa, reforçando que os profissionais de comunicação devem ser livres e apartidários.

Partidos politicos e organizações da sociedade civil acusam frequentemente as organizações de media de mostrarem afiliação a partidos políticos durante as eleições.

Eles alertam que essa prática é contra a Constituição, que exige que os media sejam justos nas suas reportagens.

Kunda reforça a importância de se ser ético e factual, sem ser sensacionalista ou acusador e condena recentes acontecimentos violentos que ocorreram à porta de uma rádio em Monze, em que o porta-voz do partido no poder foi atacado por indivíduos não identificados.

XS
SM
MD
LG