Links de Acesso

Idriss Deby é novo presidente da União Africana

  • Redacção VOA

Idriss Deby.

Idriss Deby.

Chefes de Estado e de Governo estão divididos sobre o envio de uma força de paz para o Burundi.

O chefe de Estado chadiano, Idriss Déby, foi eleito neste sábado presidente da União Africana, sucedendo ao seu homólogo do Zimbabué, Robert Mugabe.

A sua eleição foi anunciada pelo próprio Mugabe na abertura da cimeira.

Déby, que ocupará a presidência rotativa da UA durante um ano, preside ao Chade desde 1990 e o seu país é agora considerado uma peça vital na luta contra o terrorismo islâmico na África Central e Ocidental.

Há um ano, Deby ordenou o envio de tropas do seu país para a Nigéria para ajudar este país a combater o grupo tgerrorista Boko Haram cujas actividades ameaçam o território do Chade.

Ao intervir após a sua nomeação em Addis Abeba, Deby disse que África deve unir as suas forças para combater o terrorismo.

“A solidariedade face ao fenómeno não deve resumir-se a palavras", concluiu Déby.

Ban Ki Moon apoia envio de força de paz para o Burundi

O principal ponto em discussão na cimeira dos chefes de Estado e de Governo africanos será o Burundi.

O secretário geral das Nações Unidas, Ban Ki Moon, deu hoje o seu apoio ao envio de uma missão de manutenção de paz para o Burundi.

Ao falar na cimeira da União Africana, Ban disse que o caso de Burundi precisa de um envolvimento mais sério e urgente, acrescentando que os dirigentes que nada fazem contra o massacre de civis têm que ser responsabilizados.

Em Dezembro, o Conselho de Paz e Segurança da União Africana aprovou o envio de uma força de 5.000 para o pais, mas as autoridades do Burundi afirmaram que considerariam o envio dessa força uma invasão.

XS
SM
MD
LG