Links de Acesso

Huíla: Armas poderão ser transformadas em monumento

  • Teodoro Albano

Planos para usar material de guerra para fins artesanais e para uma homenagem á paz

Material de guerra confsicado pelas autoridades poderá ser usado para a construção de um monumento à paz na Huíla, disse o superintente-chefe e coordenador adjunto da sub comissão provincial da Huíla, Fernando Felicioano Antonio.

António disse que o aproveitamento dos destroços das armas destruídas para fins artesanais e não só está a ser equacionado.

“A orientação é no sentido de nós estabelecermos contactos com artesãos e com outras pessoas interessadas em dar um aproveitamento a este material, aquele material ferroso, e daí, então quiçá pensar-se na construção de um monumento da paz só feito a base dos destroços das armas já destruídas,” disse

Por outro lado confirmou que várias quantidades de armas em estado obsoleto recolhidas na província da Huíla devem ser destruídas em breve no município do Caraculo na vizinha província do Namibe.

A transferência dos meios bélicos por destruir na localidade do Caraculo deve-se ao facto desta região apresentar melhores condições para o efeito, contrariamente a Huíla segundo especialistas do Instituto Nacional de Desminagem.


\
XS
SM
MD
LG