Links de Acesso

Huíla: Professores afirmam que reconciliação nacional está em causa

  • Teodoro Albano

Assembleia Nacional Angola

Assembleia Nacional Angola

"Quando os discursos inflamados ainda fazem morada na nossa sociedade, então estamos em perigo"

As peripécias vividas pelos professores na Huíla durante a vigência da greve devem ser motivos de análise pelos deputados da Assembleia Nacional quando nesta Quarta-feira 13 debaterem o tema sobre a “reconciliação e a unidade nacional” proposto pela bacada parlamentar da CASA-CE.

"As ameaças de despedimento, os descontos nos salários e a actuação da polícia, que dispersou em Junho uma tentativa de manifestação pacífica dos professores, colocam em causa a reconciliação nacional", disse o secretário provincial do sindicato de professores na Huíla, João Francisco.

Para João Francisco o ambiente vivido durante a greve deve servir de análise para os legisladores.

"Porque se o parlamento vai discutir a reconciliação entre angolanos acreditamos este é um dos elementos muito fundamentais. Quando os discursos inflamados ainda fazem morada na nossa sociedade, então estamos em perigo, no que toca ao que seria a construção de uma sociedade verdadeiramente democrática e reconciliada. Esperamos que haja orientações pragmáticas ao governo da província da Huíla para que ponha fim à sua arrogância, à sua conduta de se valer do abuso do poder, valendo-se dos meios que tem, aliciando e abusando de todas as formas para que aqui na Huíla não sintamos a reconciliação nacional”.

O debate sobre a reconciliação e unidade nacional faz parte do programa de debates mensais previstos para o mês de Agosto na Assembleia Nacional durante a 2ª sessão da 3ª legislatura.

O tema em análise foi aprovado durante a conferência de líderes das bancadas parlamentares.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG