Links de Acesso

Detectadas cada vez mais doenças cancerígenas na Huíla

  • Teodoro Albano

Zola Diakussekele admitiu que a província já justifica um especialista em oncologia

Os responsáveis sanitários na região da Huíla não arriscam números, mas admitem que, ano após ano, são cada vez maiores os rastreios de cancro da mama nas mulheres e da próstata entre os homens.

O Núcleo de Oncologia instalado no Hospital Regional da Huíla debate-se, entretanto, com algumas dificuldades. Uma delas provavelmente a maior tem a ver com a falta de um especialista na matéria, conforme adiantou o director clínico, o dr. Zola Diakussekele.

Disse Diakussekele:“O núcleo foi criado com condições locais, significa que ainda não temos cooperação com o Centro Nacional de Oncologia. Nós não temos alguém especializado nesta área.É um colega cirurgião que está a tomar conta desta área.O que nós temos feito até agora é diagnosticar, tentar, com os meios que temos, confirmar a existência do cancro e depois transferimos os pacientes para o Centro Nacional de Oncologia em Luanda”.

Zola Diakussekele admitiu que a província já justifica um especialista em oncologia. Para ele, os inúmeros casos que ocorrem ao núcleo criado no maior hospital da região Sul mostra esta necessidade.

Segundo o dr. Diakussekele:“Nas senhoras geralmente é o cancro da mama e nos homens o cancro de próstata. Para além de um ou outro cancro de fígad e outros mas estes são os que aparecem mais”.

Para o director clínico do hospital regional da Huíla, Dr. António Agostinho Neto,o médico Zola Diakussekele sublinha que as doenças cancerígenas que assumem números assustadores.

XS
SM
MD
LG