Links de Acesso

Hospital e enfermeiros negoceiam a acordo em Lucapa


Profissionais de enfermagem estão há dois anos sem receber salários.

As autoridades de Saúde no Município de Lucapa, na província angolana da Lunda Norte, garantiram estar em negociações com os cerca de 20 enfermeiros que se encontram em greve como forma de protesto contra os dois anos de salários em atraso.

O director do Hospital Municipal de Lucapa Adolfo Kativa admitiu que “existe um atraso no pagamento dos ordenados dos funcionários” por alegadamente serem pagos na dependência do fundo de maneio e de despesas de meios e da conta da instituição.

“Há um litígio, há um atraso porque eles são pagos através de bens e serviços são praticamente desviados fundos que deveriam cobrir despesas correntes, como medicamento, consumíveis e outros meios, fizemos isso para reforçar a capacidade de recursos humanos”, explicou kativa acrescentado que “neste momento já estão ser pagos”.

Os enfermeiros, no entanto, disseram que na semana passada receberam apenas um mês dos 24 salários que lhes são devido.

Nesta terça-feira, 27, enfermeiros e o administrador municipal do Lucapa estiveram reunidos e chegaram a um acordo para os pagamentos em atraso fossem feitos de forma paulatina.

XS
SM
MD
LG