Links de Acesso

Hospitais no Kwanza Norte em situação deplorável, diz Unita

  • Isaías Soares

Falta de medicamentos e material hospitalar força pacientes a irem a farmácias privadas que têm tudo.

As condições dos hospitais no Kwanza Norte são “deploráveis”, denunciou o secretário provincial da Unita.

Joaquim Sutila disse haver falta de medicamentos e outro material hospitalar que são vendidos em farmácias privadas.

“No caso de seringas, agulhas, borboletas até soros, inclusive. Os pacientes que acorrem a estas unidades têm de comprar os seus medicamentos e indicam logao o sitio para ir comprar", revelou.

O secretário do partido do galo negro disse que isto indica haver cooperação com os donos dessas farmácias.

Joaquim Sutila afirmou que o seu partido continua a estender a a sua presença no Kwanza Norte tendo em 2015 reinaugurado a sede comunal do Luinga, município de Ambaca.

Para o próximo ano, o projecto será extensivo à reabilitação e apetrechamento dos secretariados municipais de Quiculungo, Bolongongo e Gulungo Alto.

Sutila revelou ainda que militantes saídos de outros partidos políticos que aderiram à causa da Unita matêm-se quase invisíveis para não perderem os seus postos de trabalho.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG