Links de Acesso

Hillary Clinton "aponta" a Donald Trump

  • Redacção VOA

Hillary Clinton e Donald Trump

Hillary Clinton e Donald Trump

"Super tuesday" pose determinar os pré-candidatos.

Após a expressiva vitória nas primárias de South Carolina neste sábado, a mais que provável candidata democrata às eleições americanos de 8 de Novembro aponta as suas baterias para o principal pré-candidato republicano, Donald Trump, no seu caminho para a Casa Branca.

A dois dias do super tuesday (super-terça-feira), em que 12 Estados realizam as suas eleições primárias e constituem um passo importante para a nomeação dos dois candidatos partidários, Hillary Clinton deixou claro no sábado que está preparada para se enfrentar Donald Trump, que lidera no lado republicano.

Sem mencionar o nome de Trump, a ex-secretária de Estado, a ex-secretária de Estado desmereceu o mote da campanha de Trump de "fazer a América ser grande novamente" e seus planos de construir um muro na fronteira entre EUA e México.

"Apesar do que você ouve, não precisamos fazer a América ser grande novamente. A América nunca deixou de ser grande", disse no seu discurso de vitória na Carolina do Sul, reiterando que "precisamos fazer da América uma só novamente."

"Em vez de construir muros, precisamos derrubar barreiras", afirmou Clinton.

Caso Hillary e Trump tiverem boas vitórias na terça-feira, como as pesquisas sugerem, a chance de uma disputa entre os dois nas eleições gerais aumenta, acrescentando mais uma reviravolta a uma campanha presidencial que vem desafiando as convenções, com eleitores norte-americanos frustrados com a incerteza econômica, a imigração ilegal e as ameaças à segurança nacional.

Uma disputa eleitoral entre Trump e Hillary seria uma batalha entre alguém que diz querer "combater Washington", em referência à máquina governativa, e alguém com uma forte presença na capital do país.

Trump nunca foi eleito para um cargo público, enquanto Clinton foi senadora e secretária de Estado, além de uma influente primeira-dama.

XS
SM
MD
LG