Links de Acesso

Hermínio dos Santos promete ganhar as próximas eleições moçambicanas

  • Ramos Miguel

Hermínio dos Santos

Hermínio dos Santos

O desmobilizado de guerra e ex-Renamo acaba de fundar um partido.

O Partido da Justiça Democrática é a mais nova formação política moçambicana. O seu líder, que até muito recentemente era membro da Renamo, promete vitórias.

Também Presidente do Fórum dos Desmobilizados de Guerra, Hermínio dos Santos, diz que o objectivo do seu partido é vencer os próximos pleitos eleitorais, incluindo as eleições gerais, mas, de imediato quer acabar com a tensão político-militar e com a instabilidade social em Moçambique.

Dos Santos, que se considera emancipado da Renamo, afirma que a nova formação política integra desmobilizados da chamada guerra dos 16 anos, que, segundo ele, são marginalizados pelo Governo.

À pergunta por que abandonou a Renamo, Dos Santos responde que "já atingi maturidade política para me emancipar daquele partido e quero lutar por um espaço a nível nacional".

Destaca que o facto de o seu partido ser constituído por desmobilizados de guerra vai ser uma vantagem nas próximas eleições, porque estes gozam de uma boa reputação na sociedade. "Senti que faltava um partido que possa merecer a confiança dos moçambicanos,” diz.

Consta que a Associação dos Desmobilizados de Guerra de Moçambique, que tem sido bastante activa em acções de protesto contra alguns actos governamentais, integra cerca de 135 mil membros espalhados por todo o país.

Alguns analistas dizem ser positivo o surgimento de novos partidos, porque isso pode contribuir para um melhor debate político no país. Outros são a favor de partidos sem nenhum histórico militar.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG