Links de Acesso

Há Governo na Guiné-Bissau

  • Redacção VOA

José Mário Vaz

José Mário Vaz

Carlos Correia teve de retirar nomes propostos para o elenco governativo, entre eles o de Domingos Simões Pereira.

O Presidente da Guiné-Bissau publicou na noite desta segunda-feira a decreto que nomeia o novo Governo da Guiné-Bissau, 63 dias depois de ter demitido o Executivo de Domingos Simões Pereira.

Antes da sua publicação, Vaz exigiu a retirada de alguns nomes da lista, entre eles o de Simões Pereira. configurando a ideia defendida por muitos observadores de que a crise deveu-se a um problema "pessoal" entre Vaz e Simões Pereira.

Ontem o primeiro-ministro Carlos Correia disse, no final de mais uma audiência com o PR que não iria aceitar a retirada de mais nomes da lista, o que levou José Mário Vaz a nomear o Governo horas mais tarde.

O elenco de Carlos Correia tem 16 ministros e 13 secretários de Estado, em vez dos 34 propostos ao PR, que exigiu a diminuição do número de governantes por "razões financeiras", como disse à VOA uma fonte da Presidência da República.

Desse total, há três ministras e quatro secretárias de Estado.

Malal Sane ocupa a presidência do Conselho de Ministros e Assuntos Parlamentares, no lugar do indicado Domingos Simões Pereira, enquanto Artur Silva é o ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação Internacional e Comunidades.

No terceiro lugar da hierarquia governamental aparece Valentina Mendes, como responsável pela pasta da Mulher, Família e Coesão Social.

De referir ainda que Geraldo Martins vai ocupar-se da Economia e Finanças, enquanto o porta-voz do PAIGC João Bernardo Vieira é o secretário de Estado dos Transportes e Comunicações.

O novo Executivo deve ser empossado ainda hoje.

XS
SM
MD
LG