Links de Acesso

Hélder Vaz apresenta candidatura à presidência da Guiné-Bissau

  • Lassana Casamá

Guine Bissau Helder Vaz Lopes CPLP

Guine Bissau Helder Vaz Lopes CPLP

Depois de apresentar a sua candidatura, defendeu a refundação do Estado e das Forças Armadas a ter lugar a 24 de Setembro, data em que se comemora a independência do país.

Oito candidatos depositaram as suas respectivas candidaturas junto do Supremo Tribunal de Justiça ao cargo de presidente da República na Guiné-bissau.

Hoje, foi a vez, de Hélder Vaz, um dos fundadores da Resistência da Guiné-Bissau-Movimento Bafaté e recentemente desempenhou o cargo de director-geral da CPLP a entregar a sua candidatura.


Aos jornalistas, Hélder Vaz assumiu-se como um político sério, maduro e preparado.

Acredita que, se estiver acompanhado por um Governo de tecnocratas "de competência reconhecida" pelo mundo fora, o país terá condições de refundar o Estado:

Assumindo-se como um dos fundadores da democracia guineense, o candidato disse ter chegado a hora de lutar pela restauração da democracia na Guiné-Bissau, que considerou estar ameaçada:

Hélder Vaz pretende levar a Guiné-Bissau a explorar os seus recursos petrolíferos para ser, em oito anos, o terceiro maior produtor da África subsaariana, atrás da Nigéria e de Angola.

Depois de apresentar a sua candidatura, defendeu a refundação do Estado e das Forças Armadas a ter lugar a 24 de Setembro, data em que se comemora a independência do país.

Vaz foi ministro de Estado, da Economia e Desenvolvimento Regional no Governo de coligação da RGB com o Partido da Renovação Social, sob a presidência de Kumba Ialá,
XS
SM
MD
LG